Image Map

domingo, janeiro 18

CF: Lost

CF: Lost


Lost

Sinopse: O que você faria se estivesse perdida com Justin Bieber em uma ilha? Bella Lorin apenas tentaria sobreviver, mas o que ela não sabia era que poderia cair nos encantos do cantor com olhos caramelo.
Bella estava acostumada a viver no seu mundo, que ela mesma havia criado por pura proteção de seu passado, mas não contava com a ironia do destino em seu caminho, lhe dando mais uma vez a chance de viver a vida que merece e sonhou. Porém nada é tão fácil, mesmo que o destino esteja ao seu lado lhe dando empurrões.
Parece que quando dois mundos diferentes se colidem eles se sentem atraídos o suficiente para se unirem de uma forma única e que jamais poderá ser revertida.

Design • Trailer

Sim, eu não tinha morrido, só estava enrolando mesmo para fazer seu pedido. Mas, cá estou, rufem os tambores. Fim da entrada triunfal. Agora vamos falar do que é relevante: a crítica me deu um pouquinho de trabalho por a fic ser meio grandinha, confesso que não pude ler tudo, porém li a quantidade de capítulos que julguei necessária para a elaboração da CF com base no seu resumo (mais ou menos a metade).
Durante a análise posso soar um tanto malvada, embora algumas pessoas me achem legal — valeu, mãe (: Não ache que descontei minha raiva reprimida em você, ok? Hshuahauha.
De qualquer forma, espero que as sugestões dadas lhe sejam realmente úteis. Comente dizendo o que achou, sim? Tia Nana Banana agradece, docinho.


Aparência:
(Capa, Sinopse)


Capa:
Vamos começar a crítica da melhor maneira possível, analisando uma capa feita pela Jenny, que, como sempre, acertou em cheio ao atingir os dois principais objetivos de uma capa: ser chamativa e ao mesmo tempo adequar-se ao tema proposto pelo enredo, apenas com o charmoso fundo de estilo “praiano” e o divertido efeito de água.
As únicas coisas que me incomodaram um pouco se resumem ao tom exageradamente verde que encobre duas das três fotos e o título, que apesar de se formar após o gracioso embaralhar das letras, mostrou-se pouco visível.

Sinopse:
Sinto muito dizer isso, mas você começou a sinopse de um jeito péssimo e extremamente clichê.

"O que você faria se estivesse perdida com Justin Bieber em uma ilha?"

Como bem sabemos, esse é um dos temas mais batidos de todos. Eu, particularmente, desistiria da leitura ao me deparar com a primeira frase. Apesar disso, o restante do epítome trás mais chances das pessoas se interessarem pelo tema, já que ao falar de uma maneira vaga da protagonista, desencadeia uma certa curiosidade em quem está do outro lado da tela.
Mesmo com esse ponto positivo, encontrei erros gramáticos, como ocasiões onde a vírgula foi empregada de maneira errônea — vulgo o último parágrafo, onde uma leitura em voz alta provocaria falta de ar.

"Parece que quando dois mundos diferentes se colidem eles se sentem atraídos o suficiente para se unirem de uma forma única e que jamais poderá ser revertida." 
"Parece que quando dois mundos diferentes colidem, sentem-se atraídos o suficiente para se unirem de uma forma única, que jamais poderá ser revertida."


Viu como a leitura do período se tornou mais agradável após a correção?
Há ocasiões em que seria legal você abusar um pouquinho do pretérito-mais-que-perfeito. Exemplo:

"Bella estava acostumada a viver no seu mundo, que ela mesma havia criado por pura proteção de seu passado..."
"Bella estava acostumada a viver no seu mundo, que ela mesma criara, apenas para se proteger do seu passado..."

Vamos começar o jogo dos erros ao perceber o que foi mudado? Sim, flexionei o verbo para o pretérito-mais-que-perfeito — o que, na minha humilde opinião, fez com que a leitura fluísse melhor —, também dei uma ligeira alterada na frase após a vírgula, tudo em prol da coerência.
Por fim, tenho dois conselhos:
  • Retire o primeiro parágrafo; 
  • Altere o primeiro parágrafo, o tornando mais instigante não entregando tudo logo de cara, dessa forma, atiçará a imaginação do leitor.



 Nota: 1,9/3


Ortografia
 (Gramática, Pontuação, Coesão Textual, Repetições)

Me sinto bem ao dizer que erros gritantes não foram encontrados, contudo houve uma repetição de palavras tremenda. Não posso retirar todos os trechos que gostaria (maldito SocialSpirit), porém, posso usar o primeiro parágrafo como exemplo, onde me deparei com muitas repetições, não é essa a primeira impressão que você quer transmitir, certo? Seus problemas acabaram, porque vou te dar uma dica infalível, que eu também coloco em prática: sempre releia um parágrafo após finalizado, quando notar a presença de uma palavra — quer se repita por uma única vez —, procure sinônimos dela na internet, há dicionários online específicos para isso.
Desde a análise da sinopse, senti que você nutre dificuldade em relação ao uso de vírgulas. Uma regrinha que aprendemos desde pequenos e jamais devemos esquecer, é que as vírgulas ditam o ritmo da leitura. Quando estiver em dúvida, leia a frase em voz alta, tenho certeza de que você perceberá onde a pontuação está falha, e, se preferir, busque a ajuda de um beta que possa orientá-la nesse aspecto, afinal, outras pessoas sempre encontram mais erros na escrita dos outros.
Mesmo assim, você realmente ganhou pontos comigo no momento em que vi o uso do travessão, mas porque só no começo? Não precisa ter medo de substituir o meia-risca — usado por você para separar a fala da narração, que a propósito, estava sempre iniciado em letra maiúscula, algo inadequado de acordo com o padrão formal aceito — pelo famoso “alt+0151”. Ainda dentro do assunto dos diálogos, vamos voltar nossa atenção para os verbos de elocução? Caso não se lembre, verbos de elocução aparecem especialmente com a única finalidade de acompanharem as falas dos personagens (seja antes ou depois), como por exemplo, “disse”, “indagou”, “reafirmou”, “agradeceu”, etc. Os verbos de elocução usados foram muito básicos e se mantiveram dentro de uma grande repetição, perdi a conta da quantidade de vezes em que me deparei com “falei” e “perguntei”; isso realmente torna a leitura muito cansativa, por isso, tenha mais amplitude quando se trata desses verbos, seja versátil usando alguns como “divaguei”, “anunciei”, “exclamei”.
Finalizo a parte da ortografia receitando que você deixe os pontos de exclamação um pouco de lado e dedique uma dose maior de atenção para as pobres e indefesas vírgulas.

Nota: 2/4


Enredo
(Criatividade, Desenvolvimento da História, Narrativa)

Como já disse, a primeira frase da sinopse já nos ajuda a ter uma bela noção do enredo. Clichês são uma delícia (pelo menos eu acho), a única coisa a qual devemos nos atentar, é a forma como os fatos se desenrolarão, moldando assim nosso clichê.
Ir parar numa ilha deserta com um deus grego? Tenho uma ligeira sensação de dejà vu.
Outro pecado cometido é o distanciamento dos fatos da realidade. Justin, um grande popstar, gostaria de estar sozinho durante sua estadia nas Bahamas, embora tenha sido deliberadamente permitido à uma linda brasileira-italiana embarcar junto do mesmo na lancha, apenas ela?
Também devemos falar da reação dos dois ao se darem conta da enrascada em que se meteram. Nenhum ataque de pânico? Tudo bem, isso seria exagero, mas eles não se desesperam nenhum pouquinho?, a única reação parecida a tal é uma leve aflição da Bella ao notar o sumiço do precioso iPod?, não acha essa falta de preocupação ilógica? O fato dos dois estarem perdidos numa ilha poderia ser bem mais explorado, talvez assim não fosse enxergado apenas como um pretexto para os protagonistas viverem seu tórrido romance isolados da sociedade enquanto dormem de conchinha.
Os fatos que se sucedem não são lá muito inovadores, você só precisa saber conduzi-los.

Mas, Mariana, isso é uma fanfic, escrevemos só para nos divertirmos, sua bruxa.

Se quiser ser levada à sério, precisa levar à sério o que escreve, em outras palavras, ter credibilidade.

Nota: 0,9/2


Avaliação Geral
(Avaliação de Banners/Playslist, Dicas para o autor, Comentário Final.)

O vermelho foi usado em demasia nos únicos banners que vi. Banners têm a função de tornarem os fragmentos da história atrativos, funcionam como uma espécie de adorno. Tudo bem preferir que uma cor se sobreponha as outras, mas o excesso sempre atrapalha.
Síntese de algumas dicas para sua escrita:


  • Não escreva os acontecimentos com tanta pressa, a fim de que a narração não seja acelerada e canse o leitor.
  • Peça para que alguém dê uma rápida olhada no capítulo antes de postá-lo, ou revise mais de vinte vezes se necessário (a cada leitura você encontrará uma coisinha aqui ou acolá que poderá ser alterada).
  • Procure pensar de uma forma mais racional; se pergunte como as coisas aconteceriam na vida real, faça com que todos possam se identificar aproximando os fatos da realidade o máximo possível. 
 Espero que você concorde comigo na maioria dos pontos e entenda que o único objetivo ao redigir o texto, era ajudá-la. Agora é a hora em que essa menina pretensiosa metida a crítica se despede, lhe desejando todo o sucesso do mundo na sua carreira de ficread.


Nota: 0,7/1


 
Somatória: 5,5/10


XOXO,










Image Map