Image Map

terça-feira, julho 26

Adote uma Ideia: IDEIA#11


DADOS SOBRE A IDEIA

Desenvolvida por Juliana; Categoria: Originais; Shipper principal: A desenvolver; Sugestão de Título: Não disponível

SINOPSE
(POR BMAR)


Livros não são apenas ficção. Para os leitores, eles são portais para outro mundo, uma forma de viver através da vida de seus personagens favoritos. Muitos desejam se tornar parte desses mundo, mas não sabem o perigo que isso pode ser. Quando um grupo de jovens se vê aprisionado num mundo desconhecido e fantasioso e com uma grande missão antes de poder voltar a seu próprio mundo, ele dependem da própria sorte e coragem para salvar o universo ficcional que tanto adoram, e também às suas próprias vidas.

RESUMO


Para um bom e dedicado leitor, o mundo dos livros deixa de ser apenas um mundo fictício e começa a criar vida conforme o enredo da história tende a passar por sua mente, obrigando-o a viver as mesmas experiências e desfrutar das mesmas sensações que os personagens por ali existentes. Porém, as gêmeas junto a alguns jovens que compartilham da mesma paixão, tiveram a sorte de receber mais do que a imaginação oferece. Um legado fora destinado a esses jovens guerreiros e agora eles precisam ser fortes e corajosos para concluir a missão que o destino lhes encubiu. Aprisionados em um mundo totalmente desconhecido e impossibilitados de voltar para suas antigas vidas, não sem concluir suas missões. Esses jovens contarão apenas com sua coragem, determinação e conhecimento sobre os personagens que representam para atingir o objetivo do fardo lhes lançado e salvar o mundo fictício que tanto amam.

SUGESTÕES PARA O DESENVOLVIMENTO 
  • Seria legal fazer ela interativo ou ao menos abrir um brecha para que os leitores possam participar com personagem de nome da sua preferencia e sendo legado de seu livro favorito. 
  • Prólogo disponível:
❝ ... O clima estava frio e chuvoso naquela noite de dezembro quando tudo começou. As gêmeas jamais poderiam imaginar a surpresa que o destino havia lhes preparado quando decidiram ali estar... 
Alícia e Abigail, após rolarem de um lado para o outro durante horas em suas camas numa falha tentativa de encontrar o sono que parecia está muito determinado a não aparecer, decidiram por fim trancar-se na velha e enorme biblioteca do casarão, onde havia seus melhores e preferidos livros. Alícia como sempre voara em Trono de Vidro, sentando-se no parapeito próximo a janela e encostando-se nessa última como uma lagartixa enquanto deliciava-se com seu livro e se imagina vivendo todas aquelas aventuras na pele do personagem principal enquanto a doce Abby, perdia-se nos contos de As Peças Infernais, desejando poder ser como Tessa e trocar de corpo sempre que quisesse descobrir os segredos alheios, sentada como uma gata em sua poltrona preferida. Ambas as garotas suspiravam delirantemente enquanto afundavam-se cada vez mais em sonhos e desejos que julgavam jamais serem atendidos. 
A chuva continuava a cair pelo lado de fora e o forte e enfurecido vento insistia em soprar contra a estrutura de concreto da casa, fazendo com que algumas janelas abertas vez ou outras se chocassem contra paredes próximas, ecoando o alto e estridente barulho por todo o imóvel, levando as gêmeas a estremecessem algumas vezes ao tomarem pequenos sustos. Porém nada fora capaz de atrapalhar suas respectivas leituras. 
Depois de algum tempo devorando os livros que estavam lendo, ambas sentiram-se um tanto quanto deprimidas e vazias ao se depararem com a realidade e perceberem que seus desejos em se tornarem suas personagens preferidas eram não somente absurdos, como também totalmente impossíveis de serem realizados. Alícia fora a primeira a abrir a boca, não conseguindo nunca ser capaz de manter sua enorme e afiadíssima língua sossegada. 
— Não sei quanto a você irmã, mas acho que Celaena não se deixaria tomar por vencida diante dos obstáculos, afinal, ela desafiou o rei! Fora o fato de sozinha, ter sido capaz de enfrentar o rei dos assassinos. — dissera a menina cheia de orgulho enquanto procurava de alguma maneira solucionar os problemas que havia inventado em sua mente.
— Grande coisa! — Respondeu a irmã, dando uma leve revirada de olhos após seu pronunciamento, como se estivesse a debochar do motivo de orgulho de sua irmã. — Tessa aprendeu da pior maneira possível a ser forte! Enfrentou o próprio irmão e teve seu coração partido por dois amores aparentemente impossíveis. Fora o fato de ela ter se tornado caçadora de sombras sem nenhum treinamento especial! 
O tom de superioridade estava claramente tomando vida conforme as palavras saíam da boca da segunda irmã, como se esta estivesse a menosprezar os gostos de sua gêmea. Alícia por sua vez, não estava mais sentada em sua janela, agora a garota estava caminhando em direção a mesa mais próxima de ambas, segurando seu livro em mãos, antes de colocá-lo sobre o móvel de forma rude e ficar apoiada ali, com os olhos em chamas. 
— Ora, não me venha com essa! Tessa chorou do início ao fim desesperada por ajuda. Se ela fosse tão fodona como você faz parecer, teria se livrado sozinha das encrencas que se meteu e o pobre Will não teria que ficar servindo de guarda costas a esta sem sal! — A garota havia acertado em cheio o orgulho de sua irmã, que logo pulou para fora da cadeira, aproximando-se também da mesa e assumindo a mesma postura defensiva antes de começar a falar, dessa vez em tom mais alto. 
— Tenha dó de mim e de meus pobres ouvidos, Alícia! Sua preciosinha Celaena só sabe chorar a perda desse outro ladrãozinho meia boca que ela diz amar. Fora o fato de se meter com o príncipe e o chefe da guarda ao mesmo. E será que eu devo mesmo falar sobre as choramingas a respeito da família morta e de como ela perdeu tudo? — Abigail estava mais do que exaltada, pronunciando as palavras com tanta fúria e determinação ao esfregar suas verdades na cara da irmã que não chegou a notar os olhos da mesma tornando-se cada vez mais escuros e furiosos enquanto esta começava a bufar, segurando-se o máximo possível para não voar na garota a sua frente e agatanhar-lhe fuça. 
— Ela perdeu o que julgava ser o amor de sua vida! E não me venha com essa, Abby, nós bem sabemos que Tessa flertou tanto com Will quanto com James ao mesmo tempo. E se bem me lembro, ainda usou o pobre do Jem para fazer ciúmes a Will assim que levou um pé da bunda do mesmo. E não venha me falar sobre se fazer de vítima, a garota foi para Endovier, passou um ano como escrava e ainda assim continuou sendo forte e inabalável. Claro, fez umas merdas, mas quem não faz? — Seus dentes batiam um no outro com força, tamanha a raiva da garota que estava usando de todo seu auto controle para não quebrar tudo a sua enquanto batia com a cabeça de sua irmã na parede. 
Enquanto as garotas preocupavam-se com quem gritava mais alto ou quem tinha mais razão sobre seu ponto de vista, foram incapazes de perceber que o temporal havia piorado de forma considerável, despejando toda sua fúria com raios e trovões que tornavam-se cada vez mais altos conforme um forte tornado se aproximava do imóvel, varrendo tudo a sua volta. 
Alícia e Abigail só foram capazes de se dar conta do que estava acontecendo, quando ambas se viram no centro do furacão, agarradas em seus livros e gritando feito loucas enquanto todo tipo de papel dentro da biblioteca era jogado pelo ar. 
O que parecera ser uma eternidade, logo se mostrou ter sido apenas horas quando as duas por fim despertaram, descobrindo logo de cara que não estavam mais em casa e em nenhum lugar conhecido. Seus pensamentos diziam-lhes que o tornado deveria ter as levado para alguma cidade vizinha, porém suas roupas logo deixaram claro que não era bem esse o local em que estavam. Alícia vestida como Celaena enquanto Abigail, trajava como Tessa. 
Seus sonhos haviam se tornado realidade por fim, mas a que custo?
Agora estavam as duas, presas em um local estranho, como pessoas estranhas, sem nada a saber sobre o que estava acontecendo.Será que nossas gêmeas serão capazes de voltar para casa?Será que conseguirão desvendar o mistério por trás do que aconteceu?

Só nos resta esperar e acompanhar a história para descobrir o que o destino reserva a essas duas encrenqueirazinhas...

OBSERVAÇÕES


  • É importante ter uma paixão enorme por livros e ter os lidos e saber passar um pouco de cada livro para cada personagem que surgir na história ao longo do tempo. 
  • O lugar para onde eles vão se chama Everwood ou não, vocês decidem, rs. Bom, pensei no lugar ser uma ilha perdido no meio do triângulo das bermudas e ninguém sabia como ela fora parar ali, ou melhor, ninguém sabia de sua localização à muito tempo. Pois antigamente, há muitos anos atrás, no litoral da Alemanha, banhada pelo Mar do Norte ficava a cidade de Everwood. Um lugar extremamente pacifico, perfeito para morar e criar uma família, fora assim por muitos anos até que em 1996 um misterioso forasteiro chegou a cidade e a partir daquele dia os habitantes desta região começaram a morrer das formas mais cruéis e horrendas possíveis. E de tranquila e maravilhosa o lugar se tornou sombrio e deserto, Everwood se tornou tão assombrada que até os moradores fugiram e quando já não havia mais ninguém, aquele singelo pedaço de terra sumiu, desaparecendo no ar e aos poucos foi esquecido. 
  • Foi em 10 junho de 2015 que duas jovens garotas surgiram na ilha no meio de um tornado, gêmeas. Não se sabia o motivo, mas provavelmente tinha a ver com aquele misterioso forasteiro que praticamente dizimou a cidade à 21 anos atrás. Assim que as irmãs se deram conta que não voltariam tão cedo para casa e que estavam de fato perdidas em um lugar desconhecido, resolveram que era hora de fazer o conhecimento de terreno. Fora quase um mês andando por lugares estranhos e de aparência assombrada para descobrir que: 
- Estavam em uma ilha e com isto, as chances de correr até esgotar todas as suas forças só as levaria a morte.
- Sobreviver era necessário e qualquer conhecimento ou arma contribuiria para isso.
- Por detrás de cada sombra existia uma maldade sem fim, perigos e criaturas que só esperavam a oportunidade certa para lhes sugar a vida.
  • Eu não pensei de fato sobre o legado destes jovens, sobre o porque do forasteiro fez tal coisa, mas tudo esta interligado. 
  • A doadora estará disponível caso precisem de ajuda para desenvolver a história.




Caso você se interesse e queira adotar a ideia, clique aqui.
Caso deseje ver outras ideias disponibilizadas, clique aqui.



Image Map