Image Map

quarta-feira, dezembro 10

BE: Human

Bem, essa é a primeira betagem de enredo e irei estrear com a sua admirável fic U_U. Bem, eu comecei lendo seu resumo, e admito que passei um bom tempo pensando no que fazer, até porque nossa base estava bem vaga e tudo mais. Porém, bem, espero que tenha gostado do resultado do seu pedido.

  •  ENREDO
Enquanto lia o resumo da sua estória, parecia me envolver cada vez mais com essa ideia. A forma em que ela quebra os típicos clichês do yaoi foi algo que me deixou realmente curiosa para saber o desenvolvimento dessa fanfic, e ficaria realmente interessada em saber como seria seu desfecho. Porém, algo que não pude notar, ela é de alguma forma bem complexa, algo que deve ser muito bem explicado. Se você atropelar muito na narrativa, pode acabar acontecendo de que a história perca sua parte envolvente e torne-se apenas mais uma história romântica em proporções estranhas.

Leia um pouco sobre o assunto, e tente realmente encorporar um personagem cego, isso pode ajudar muito. Porém falo por experiência própria de que narrar alguém com essa dificuldade pode ser algo muito complicado, principalmente pelo fato de suas delimitações serem muito mais destacadas. O fato de alguém ser cego, por exemplo, irá exigir o uso de certas ferramentas: cão-guia, bengala, óculos escuros... Bem, acho que essa parte já foi compreensível.

Agora, quanto ao Harry, tem uma coisa vaga que eu não consegui entender. Tudo bem que ele era estudado nessa área, porém tem que ter um motivo real para ele ter esse interesse tão intenso por olhos (que  pode ser algo tanto filosófico, quanto banal). Acrescento que um estudante de uma faculdade de medicina não tem nenhum poder para poder realizar uma cirurgia, apenas cientistas já doutorados. E experiências em humanos também são ilegais, e isso deve ser ressaltado.

O pai de Louis deve ser alguém bem presente na fanfic, pois o mesmo é de fundamental importância para todo o desenvolvimento da pesquisa, das delimitações do filho, e também acho que seria uma ótima ideia que o mesmo tivesse um aparecimento maior (pois pelo que entendi, ele é professor na escola que ambos frequentam).


DICAS

  • Não deixe que os personagens "desapareçam" no meio da fanfic, principalmente Mark. Uma coisa comum nas fanfics, é que alguns personagens simplesmente sejam deixados de lado, e isso é de longe uma coisa péssima.
  • Lembre-se das delimitações do cego. Um cego não poderia, por exemplo, andar normalmente pela rua, geralmente não tem o hábito de olhar diretamente para a pessoa que fala (apenas alguns fazem isso por questão de educação), e também geralmente necessitam de uma companhia mesmo que seja para ir para a padaria.
  • Um cego tem os sentidos mais aguçados para poder recompensar aquele que os falta.

Nota para o enredo: 8,2 | 10,0




  • CLICHÊ
Bem, a sua fanfic é de longe uma das coisas mais originais que já tive contato. Sério, os fatos que contribuem para isso são, de longe:

  1. Personagem principal cego;
  2. Pai presente na fanfic;
  3. Ser envolto de um tema tão... não comentado.
Achei bem original, e realmente quebra uma quantidade absurda de clichês dos yaois atuais, assim como da temática das fanfics de hoje em dia. Nesse quesito, mal tenho o que comentar, é realmente excelente.


Nota para clichê: 10, 0 | 10,0

  • PERSONAGENS
Por mais que esse quesito tenha realmente me impressionado, tenho medo de que a narrativa se perca pelo fato de ambos serem tão... exóticos, de certa forma. Esse é um problema que naturalmente aconteceria tanto por causa da temática, quanto por outros diversos fatores. Para controlá-los (fazendo que não fujam de seu perfil) o domínio na escrita tem que ser realmente grande. Nesse caso recomendo que, antes de postar um capítulo, releia os capítulos anteriores e crie uma base a partir disso.

Nota para personagem: 9,3 | 10,0

MÉDIA: 9,2 | 10,0
(A MÉDIA É FEITA SOMANDO TODOS OS RESULTADOS E DIVIDINDO POR TRÊS - O NÚMERO DE QUESITOS AVALIADOS)

XOXO, espero que tenha gostado...

Image Map